Santo Agostinho

“Dignou-se partilhar nossa mortalidade, para que nós pudéssemos participar de sua divindade, fazendo-se partícipe com muitos na morte, nos fez a todos partícipes de sua vida”. (inps 118, 19, 6)

Para ver o Dialogando clique na revista

 

Dizimistas Aniversariantes do mês de Março:

Ana Maria Kimaid

Josana Teresa Arraes Nunes

Josineide Maria de Oliveira Freire

Maria do Carmo de Jesus Carvalho

Maria Edvania Irineu

Maria José Baltar Jorge Moreira

Maria José Nosetti

Maria Regina Blaker Piler

Maria Velma Doria Vieira

Matilde Tedesco Dardengo

Sebastião Vieira

Zuleide de Souza Lima


Início
N.S. da Consolação e Correia PDF Print Email

A Correia de Nossa Senhora

Era costume, na Judéia, as mulheres, desde pequenas, andarem cingidas com uma correia, como símbolo de pureza. A SS. Virgem, como toda judia, também usou a correia durante toda sua vida, sendo com a mesma enterrada. Para mostrar aos fiéis quanto lhe é grata a devoção à sagrada correia, a Mãe de Deus tem-se manifestado por diversa maneira e realizado inúmeros prodígios. Por ocasião de sua morte, narra à tradição, achavam-se reunidos junto dela, e receberam as suas últimas palavras e despedidas, todos os apóstolos, exceto São Tomé, que, estando muito longe, chegara três dias depois. Estando sepultada a SS. Virgem, ficou ele tristíssimo e teve grande desejo de vê-la ainda uma vez. Os apóstolos, que ainda velavam o sepulcro, removeram a pedra que o fechava, para atender ao seu pedido. Com espanto geral, viram que o corpo de Nossa Senhora não se achava ali, encontrando-se apenas suas vestes e a correia no de rosas que exalavam suave perfume. O apostolo Tomé venerou com muito respeito às relíquias, que ficaram guardadas na mesma sepultura. Por devoção, e como lembrança da SS. Virgem, usou, desde aquele dia, uma correia e com ela realizou extraordinário prodígio, narrado pela tradição. Querendo construir uma igreja em honra da Mãe de deus, encontrou resistência por parte do rei e dos ministros da falsa religião do povo de uma região da Índia. A Providência permitiu que as ondas do mar jogassem na praia uma viga de madeira colossal. O rei mandou que esta fosse transportada a Meliapor, onde seria empregada nas obras do palácio real, em construção. Foram empregadas máquinas e elefantes, porém, todos os esforços se tornaram inúteis, não conseguiram arrastá-la. São Tomé ofereceu-se, então, para levá-la sozinho se a deixassem para sua igreja. O rei, julgando ser isto impossível, cedeu, mais por curiosidade e zombaria que para agradar ao apóstolo. O servo de Deus, tendo feito o sinal da Cruz, atou ao toro a santa correia e puxou-o, só e sem dificuldade alguma, até o lugar da igreja. À vista do milagre, o rei e muitos infiéis se converteram e, desde então, veneraram a sagrada correia que, em lembrança a Maria Santíssima, o apostolo Tomé usava. Passado muitos anos, um novo acontecimento veio acentuar a fama da santa correia: Juvenal, patriarca de Jerusalém, encontrou, no sepulcro da SS. Virgem, sua correia, e a Imperatriz Santa Pulquéria a fez transportar para Constantinopla, colocando-a numa igreja de Nossa Senhora, construída para este fim. A piedade da princesa contribuiu para que aumentasse a devoção à correia de Nossa Senhora entre os fiéis da igreja grega, na qual se estabeleceu a festa de sua Invenção e outra, da sua Trasladação.

Este culto continuou por muito tempo, pois, São Germano, Patriarca de Constantinopla, pelos anos 720, escreveu e pronunciou diversos sermões em honra da correia de Maria, citando vários milagres sucedidos pelo seu uso. Num dos sermões, diz o seguinte: “Não é possível olhar nossa venerável Correia, ó SS. Virgem, sem sentir-se cheio de gozo e penetrado de devoção”. O Monge Eutímio, que viveu pelos anos de 1098, pregando sobre ela, dizia: Nós que veneramos a santa correia, vemo-la conservar-se inteira depois de novecentos anos: cremos que, de fato, a Rainha do Céu cingiu-se com ela.

Santa Mônica e a Sagrada Correia

Uma piedosa tradição, antecedente ao achado da Santa Correia pelo Patriarca de Constantinopla, refere o seguinte: Achando-se Santa Mônica desoladíssima com a morte de seu marido e com a vida desregrada de seu filho Agostinho, pedia com insistência a Virgem Maria que lhe mostrasse como devia vestir-se para imitá-la no tempo que passou sobre a terra, após a ascensão de Jesus ao céu.

Nossa Senhora apareceu-lhe vestida de preto e cingida por uma correia de couro e disse-lhe: “Filha, seja este o teu vestido... e recebe esta correia sagrada que cingiu este corpo que deu a luz o Salvador”. E acrescentou: “Doravante cinge-te com ela e propaga esta devoção de minha santa correia, pois eu te prometo especial proteção a todos que forem cingidos e venerarem piedosamente a Sagrada Correia”.

Em tudo Santa Mônica obedeceu a Nossa Senhora e ainda conseguiu que sua filha e netas usassem os trajes penitenciais com a correia; logo em seguida teve a graça de testemunhar a conversão de seu filho. Agostinho aceitou ser batizado, e desde esse dia usou a correia, legando à sua ordem este distintivo em honra da Rainha do Céu!

Com o crescimento da Ordem Agostiniana no mundo, espalhou-se a devoção da Sagrada Correia; porém, foi somente em 1256 que o Papa Alexandre IV reconheceu-a canonicamente e em 1575 que o Papa Gregório XIII definiu a confraria com o título: “Cinturados de Nossa Senhora da Consolação de Sto. Agostinho e Santa Mônica”, como é conhecida até hoje.

Temos aqui a manifestação do amor de Deus, um amor sem medidas, um amor que é consolo para os aflitos, refugio para os pecadores e poderoso auxílio para todos os cristãos. Maria Ssma. é sem dúvida a maior e a mais bela das manifestações criadas pelo amor de Deus!

“Deus juntou todas as águas do oceano e chamou de mar! Da mesma forma juntou todas as perfeições e maravilhas da graça e a chamou de Maria”.

 

 

 

 

 


 

27/03- 2ª FEIRA

MISSA EM HONRA A SANTA MÔNICA

17h30min

 

28/03 - 3ª FEIRA

OFICINA DE ORAÇÃO E VIDA

14h30min, maiores informações na secretaria paroquial

ESCOLA DE FÉ E CATEQUESE LUMEN CRHISTI

19h

MISSA EM HONRA A SANTO AGOSTINHO

17h30min

 

 

30/03 - 5ª FEIRA

AOS TEUS PÉS SENHOR

Adoração ao Santíssimo Sacramento - 19h30min

 

31/03 -6ª FEIRA

VIA -SACRA

16h30min

 

02/04 - DOMINGO

DOMINGO DO PÃO

Lembremo-nos de trazer os mantimentos para os mais pobres de nossa comunidade.

 

Catequese Paroquial

Inscrições e Reuniões: quartas -feiras às 18h30min e Domingos às 8h30min no Pátio do Colégio Santo Agostinho

ou após da missa das 10h.

 

  • Novo horário das missas dominicais:
  • 8, 10, 11:30, 17,18:30 e 20 hs.

Foi suprimida as missas das 7 e 8:30 e acrescentada a missa das 8h.

 

CURSOS DE NOIVOS 2016

DATAS:

12 de março

04 de junho

INSCRIÇÕES: http://cursodenoivospsm.com.br

 

CURSO DE BATISMO

Encontro de preparação para o batismo

Realizado na 2ª e 4ª quinta- feira do mês na capela da paroquia às 20h

Inncrições gratuitas na secretaria paroquial

PRÓXIMAS DATAS:

06 e 20 de abril