Santo Agostinho

"Veio para curar os olhos do nosso interior, para que, uma vez curados, nós, que antes éramos escuridão, nos convertêssemos em luz no Senhor. E assim, ao olhar para ela, pudéssemos resplandecer em toda sua claridade’.

Sermão 195, 3

Para ver o Dialogando clique na revista

 

Dizimistas Aniversariantes do mês de Março:

Ana Maria Kimaid

Josana Teresa Arraes Nunes

Josineide Maria de Oliveira Freire

Maria do Carmo de Jesus Carvalho

Maria Edvania Irineu

Maria José Baltar Jorge Moreira

Maria José Nosetti

Maria Regina Blaker Piler

Maria Velma Doria Vieira

Matilde Tedesco Dardengo

Sebastião Vieira

Zuleide de Souza Lima


Início Extraordinário da Comunhão
Extraordinário da Comunhão


Ministério Extraordinário da Comunhão PDF Print Email

Ministério Extraordinário da Comunhão

 

Após o Concílio do Vaticano II (1962-65), o Papa Paulo VI autorizou a instituição dos Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão (MESC), que são fiéis leigos cuja missão é facilitar aos celebrantes a distribuição da Sagrada. Comunhão em igrejas, capelas, hospitais, aos doentes nas casas e outros lugares, desde que o sacerdote não possa fazer isso.O ministro extraordinário da comunhão é, na Igreja Católica, um leigo a quem é dada permissão, de forma temporária ou permanente, de distribuir a comunhão aos fiéis, na missa ou noutras circunstâncias, quando não há um ministro ordenado (bispo, presbítero ou diácono) que o possa fazer. Apenas os sacerdotes são ministros da Eucaristia, e a função dos ministros extraordinários da comunhão exerce-se apenas na sua distribuição.

O MESC deve ter uma boa formação doutrinária, pois pode também realizar a celebração da palavra, orientar as pessoas a quem leva a Eucaristia, etc. Ele deve ensinar e viver o que a Igreja ensina, especialmente em relação à Eucaristia e as condições para recebê-la dignamente. Isto exige do Ministro que ele conheça a doutrina da Igreja, especialmente a fundamentação dogmática, moral e sacramental.

Os MECE devem, na medida do possível, realizar estudos de doutrina: estudar os documentos da Igreja, as encíclicas e cartas dos papas, o Catecismo, o Código de Direito Canônico, etc.

As funções dos ministros extraordinários da comunhão são:- distribuição da comunhão na missa.- distribuição da comunhão fora da missa, aos doentes ou outras pessoas que com razão o solicitem. - administração do viático. - exposição do Santíssimo Sacramento para adoração dos fiéis (mas não a bênção com o mesmo). Todas estas funções devem ser realizadas em caso de necessidade, ou seja, quando não houver ministros ordenados disponíveis ou em número suficiente. Face a alguns abusos neste sentido, a Congregação para o Culto Divino e Disciplina dos Sacramentos, de acordo com o Papa João Paulo II, declarou, na instrução Redemptionis sacramentum que "se habitualmente estiver disponível um número de ministros sagrados suficiente para a distribuição da Sagrada Comunhão, não se podem designar para esta função ministros extraordinários da Sagrada Comunhão.

O exercício do ministério extraordinário está autorizado pelo § 3 do CAN 230.  consubstanciado pelo   § 2 do CAN 910 do Código de Direito Canônico.

O Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão tem dever e direito de levar a Santíssima Eucaristia como Viático aos doentes, o Pároco, os Vigários paroquiais, os capelães, como também o Superior da Comunidade nos institutos Religiosos clericais ou nas sociedades de vida apostólica, em relação a todos que se encontram na casa.

Antes do encaminhamento do candidato a este ministério, deve a coordenação geral, regional ou paroquial proceder a um levantamento criterioso da sua vida social e religiosa.

Esse levantamento deverá satisfazer as seguintes condições:

A - Ser católico e ter idade igual ou superior a 25 anos, salvo casos especiais, plenamente estudados e analisados.

B - Ter vocação e possuir aptidão par os serviços da Igreja.

C - Possuir comprovada idoneidade moral, saúde mental e equilíbrio emocional.

D - Ter vida cristã autentica e disponibilidade para a Igreja.

E - Ser indicado pela comunidade com encaminhamento do pároco. Que não seja escolhido para tal função alguém que possa dar caso a estranheza da parte dos fiéis.

F - Comprometer-se com a linha de pastoral da arquidiocese, assumindo os desafios de sua região pastoral.

G - Quando casado, viver em harmonia com o sacramento do matrimonio e contar com a aceitação do cônjuge e dos filhos.

H - Exercer atividades profissionais compatíveis com os compromissos do Batismo e da Crisma.

I - Não praticar maus hábitos

 


 


 

27/03- 2ª FEIRA

MISSA EM HONRA A SANTA MÔNICA

17h30min

 

28/03 - 3ª FEIRA

OFICINA DE ORAÇÃO E VIDA

14h30min, maiores informações na secretaria paroquial

ESCOLA DE FÉ E CATEQUESE LUMEN CRHISTI

19h

MISSA EM HONRA A SANTO AGOSTINHO

17h30min

 

 

30/03 - 5ª FEIRA

AOS TEUS PÉS SENHOR

Adoração ao Santíssimo Sacramento - 19h30min

 

31/03 -6ª FEIRA

VIA -SACRA

16h30min

 

02/04 - DOMINGO

DOMINGO DO PÃO

Lembremo-nos de trazer os mantimentos para os mais pobres de nossa comunidade.

 

Catequese Paroquial

Inscrições e Reuniões: quartas -feiras às 18h30min e Domingos às 8h30min no Pátio do Colégio Santo Agostinho

ou após da missa das 10h.

 

  • Novo horário das missas dominicais:
  • 8, 10, 11:30, 17,18:30 e 20 hs.

Foi suprimida as missas das 7 e 8:30 e acrescentada a missa das 8h.

 

CURSOS DE NOIVOS 2016

DATAS:

12 de março

04 de junho

INSCRIÇÕES: http://cursodenoivospsm.com.br

 

CURSO DE BATISMO

Encontro de preparação para o batismo

Realizado na 2ª e 4ª quinta- feira do mês na capela da paroquia às 20h

Inncrições gratuitas na secretaria paroquial

PRÓXIMAS DATAS:

06 e 20 de abril